Eventos /  Exibição la la-ticket green  /  Audiovisual

Cine Santa Tereza - programação fevereiro e março 2022

Descrição

Programação Cine Santa Tereza 

Fevereiro e Março de 2022 

Toda a programação é gratuita e os ingressos para as sessões podem ser retirados pelo site diskingressos.com.br ou na bilheteria do Cinema. 

Horário das sessões: 16h30 e 19h  

Acesse a agenda de filmes clicando nos menus logo abaixo: 

Mostra Tessituras: Passado & Presente 

 

Sobre a mostra

Nos meses de fevereiro e março, entre os dias 02/02 e 13/03, o Cine Santa Tereza apresenta 20 emblemáticos filmes nacionais que travam um importante diálogo entre o passado e o presente na Mostra TESSITURAS: PASSADO & PRESENTE.

Alguns deles mostram a auto reflexão de realizadores que mergulharam no seu passado familiar para entender sua própria história como Elena (Petra Costa, 2012), Diário de uma Busca (Flávia Castro, 2010) e Santiago (João Moreira Salles, 2007).

Outros ajudam a desvendar a riqueza de personalidades da nossa política, arte e cultura, tais como Vinícius (Miguel Faria Júnior, 2005), O velho: a História de Luiz Carlos Prestes (Toni Venturi, 1997), Carmen Miranda: Banana is my Business (Helena Solberg, 1995), Vlado – Trinta Anos Depois (João Batista de Andrade, 2005), Jango (Silvio Tendler, 1984), Vida (Paula Gaitán, 2008) sobre a atriz Maria Gladys, Três Irmãos de Sangue (Angela Patricia Reiniger, 2006 ) sobre os irmãos Henfil, Chico Mário e Betinho, Poeta das Sete Faces (Paulo thiago, 2002) sobre o poeta Carlos Drummond de Andrade e Raul – o Início, o Fim e o Meio (Evaldo Mocarzel e Walter Carvalho), cinebiografia do cantor Raul Seixas.

Uma outra vertente busca entender episódios da história nacional que elucidam aspectos muitas vezes negligenciados pela história oficial ou pouco conhecidos tais como Conterrâneos Velhos de Guerra (Vladimir Carvalho, 1991), Cabra Marcado para Morrer (Eduardo Coutinho,1989), O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto (Rosemberg Cariry, 1986) e Cidadão Boilesen (Chaim Litewski, 2000), assim como escancarar mazelas profundamente arraigadas na nossa sociedade, como o racismo e a vulnerabilidade social em A Negação do Brasil (Joel Zito Araújo, 2000) e Ônibus 174 (José Padilha, 2002).

O cinema e seus bastidores também são temas abordados em Assim era a Atlântida (Carlos Manga, 1975) e Tudo é Brasil (Rogério Sganzerla, 1997).

São obras nas quais o uso recorrente de imagens de arquivos e entrevistas, a pesquisa extensa de imagens e documentos pessoais, oficiais e não oficiais, têm em comum a destreza em escancarar a complexidade dos fatos e personagens envolvidos e ampliar o leque de compreensão dos mesmos, além de demonstrar a potência temática, estilística e autoral do cinema nacional.

Filmes em cartaz 

02/02 - QUARTA-FEIRA 
16h30   
Vida 
(Paula Gaitán | Brasil | 2008 | Documentário | 65 min) Vida é um filme sobre a atriz brasileira Maria Gladys. Vida é luz e sombra. Vida é um filme de celebração, uma homenagem à potência de estar viva, uma reflexão do que é ser uma atriz brasileira e a possibilidade de se doar com paixão e criatividade.
Classificação indicativa: 14 anos 

19h 
Vinícius
(Miguel Faria Jr. | Brasil | 2005 | Documentário | 122 min) A montagem de um pocket show em homenagem a Vinicius de Moraes por dois atores é o ponto de partida para reconstituição de sua trajetória. O documentário mostra a vida, a obra, a família, os amigos, os amores de Vinicius de Moraes, autor centenas de poesias e letras de música.
Classificação indicativa: livre 


03/02 - QUINTA-FEIRA 
16h30   
Diário de uma busca (Flávia Castro | Brasil |2010| Documentário | 108 min) Flávia Castro reconstrói a história de vida e morte de seu pai, Celso Castro, um jornalista de esquerda, encontrado morto no apartamento de um ex-oficial nazista. 
Classificação indicativa: 12 anos   

19h                                
Três Irmãos de Sangue (Angela Patrícia Reiniger | Brasil | 2006 | Documentário | 102 min) Três Irmãos de Sangue mostra a vida de Betinho, Henfil e Chico Mário e como suas ações se misturam com a história política, social e cultural do Brasil na segunda metade do século XX. Eles contribuíram, cada um a sua maneira, para as principais transformações pelas quais passou o povo brasileiro nesse período.
Classificação indicativa: livre 


04/02 - SEXTA-FEIRA
16h30   
Cidadão Boilesen 
(Chaim Litewski | Brasil | 2009 | Documentário | 92 min) Cidadão Boilesen conta como o empresariado financiou a Operação Bandeirante (OBAN), principal órgão de repressão da ditadura militar brasileira. Através da surpreendente vida do ex-presidente da Ultragaz, Henning Boilesen. Com dezenas de entrevistados, vasto material iconográfico e inéditos documentos até então secretos. Cidadão Boilesen discute o período mais brutal da recente história brasileira.
Classificação indicativa: 12 anos 

19h 
Jango 
(Sílvio Tendler | Brasil | 1984 | Documentário | 117 min) O filme refaz a trajetória política de João Goulart, o 24° presidente brasileiro, que foi deposto por um golpe militar nas primeiras horas de 1ºde abril de1964. Goulart era popularmente chamado de "Jango", daí o título do filme, lançado exatos vinte anos após o golpe. A reconstituição da trajetória de Goulart é feita através da utilização de imagens de arquivo e de entrevistas. 
Classificação indicativa: 12 anos


05/02 - SÁBADO  
19h 
Elena (Petra Costa | Brasil | 2012| Drama/Documentário| 90 min) Elena viaja para Nova York com o mesmo sonho da mãe: ser atriz de cinema. Deixa para trás uma infância passada na clandestinidade dos anos de ditadura militar. Deixa Petra, a irmã de sete anos. Duas décadas mais tarde, Petra também se torna atriz e embarca para Nova York em busca de Elena. Tem apenas pistas. Filmes caseiros, recortes de jornal, um diário. Cartas.
Classificação indicativa: 12 anos 


06/02 – DOMINGO 
16h30   
O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto
(Rosemberg Cariry | Brasil | 1986 | Documentário | 78 min) Resgate histórico da comunidade do Caldeirão, movimento religioso liderado pelo beato José Lourenço, que organizou um arraial coletivo. A comunidade foi destruída pela polícia cearense e por bombardeio de aviões, deixando mais de mil camponeses mortos. Através de depoimentos e símbolos da cultura popular, o filme faz uma reflexão sobre o poder, a liberdade e a luta pela terra. 
Classificação indicativa: 12 anos 

19h 
Ônibus 174
(José Padilha | Brasil | 2002 | Documentário | 118 min) Uma investigação cuidadosa, baseada em imagens de arquivo, entrevistas e documentos oficiais, sobre o seqüestro de um ônibus em plena zona sul do Rio de Janeiro. O incidente, que aconteceu em 12 de junho de 2000, foi filmado e transmitido ao vivo por quatro horas, paralisando o país.
Classificação indicativa: 14 anos 


09/02 - QUARTA-FEIRA
16h30
  
Vlado, Trinta Anos Depois (João Batista de Andrade | Brasil | 2005 | Documentário | 90 min) Um documentário sobre a história do jornalista Vladimir Herzog, o Vlado, torturado e assassinado na prisão em 1975, durante o regime militar brasileiro. Os depoimentos e memória das pessoas que conviveram com ele. 
Classificação indicativa: 14 anos 

19h 
Tudo é Brasil 
(Rogério Sganzerla | Brasil | 1997 | Documentário | 82 min) Fragmentos de cine-jornais organizados pelo diretor num filme-ensaio, com conteúdo e forma que desafiam a atenção do espectador. Traz cenas inéditas e imagens dos bastidores do filme americano It's All True, dirigido e rodado no Brasil por Orson Welles na década de 40. 
Classificação indicativa: livre 


10/02 - QUINTA-FEIRA
16h30   
A Negação do Brasil (Joel Zito Araújo | 2000 | Brasil | Documentário | 92 min) O documentário é uma viagem na história da telenovela no Brasil e, particularmente, uma análise do papel nelas atribuído aos atores negros, que sempre representam personagens mais estereotipados e negativos. Baseado em suas memórias e em fortes evidências de pesquisas, o diretor aponta as influências das telenovelas nos processos de identidade étnica dos afro-brasileiros e faz um manifesto pela incorporação positiva do negro nas imagens televisivas do país.
Classificação indicativa: 10 anos 
 
19h 
Velho - a história de Luiz Carlos Prestes 
(Toni Venturi | Brasil | 1997 | Documentário | 105 min) O documentário reúne 70 anos de imagens da História do Brasil: a épica marcha de 25.000 km da Coluna Prestes nos anos 20; passando pelo dramático romance com Olga Benárioaté a repressão política da ditadura militar. Depoimentos de jornalistas, familiares ex-membros do PCB e um raro material de arquivo formam a mais completa cine-biografia de Prestes.
Classificação indicativa: livre 


11/02 - SEXTA-FEIRA 
16h30   
Cabra Marcado Para Morrer (Eduardo Coutinho | Brasil | 1989 | Documentário| 120 min) Em 1962, o líder da liga camponesa de Sapé (PB), João Pedro Teixeira, é assassinado por ordem de latifundiários. Um filme sobre sua vida começa a ser rodado em 1964, com a reconstituição ficcional da ação política que levou ao assassinato e direção de Eduardo Coutinho. As filmagens são interrompidas pelo Golpe Militar de 1964. Dezessete anos depois, em 1981, Eduardo Coutinho retoma o projeto e procura Elizabeth Teixeira e outros participantes do filme interrompido.
Classificação indicativa: 10 anos

19h 
Vida 
(Paula Gaitán | Brasil | 2008 | Documentário | 65 min) Vida é um filme sobre a atriz brasileira Maria Gladys. Vida é luz e sombra. Vida é um filme de celebração, uma homenagem à potência de estar viva, uma reflexão do que é ser uma atriz brasileira e a possibilidade de se doar com paixão e criatividade. 
Classificação indicativa: 14 anos 


12/02 - SÁBADO 
19h 

Vinícius
(Miguel Faria Jr. | Brasil | 2005 | Documentário | 122 min) A montagem de um pocket show em homenagem a Vinicius de Moraes por dois atores é o ponto de partida para reconstituição de sua trajetória. O documentário mostra a vida, a obra, a família, os amigos, os amores de Vinicius de Moraes, autor centenas de poesias e letras de música.
Classificação indicativa: livre 


13/02 - DOMINGO  
16h30 
Santiago 
(João Moreira Salles| Brasil | 2007| Documentário| 80 min) João Moreira Salles revisita a própria história através das lembranças do mordomo Santiago, que trabalhou para sua família por 30 anos. O filme questiona a relação entre diretor e personagem e o grau de realismo na tela.
Classificação indicativa: livre

19h 
Velho - a história de Luiz Carlos Prestes 
(Toni Venturi | Brasil | 1997 | Documentário | 105 min) O documentário reúne 70 anos de imagens da História do Brasil: a épica marcha de 25.000 km da Coluna Prestes nos anos 20; passando pelo dramático romance com Olga Benárioaté a repressão política da ditadura militar. Depoimentos de jornalistas, familiares ex-membros do PCB e um raro material de arquivo formam a mais completa cine-biografia de Prestes. 
Classificação indicativa: livre 


16/02 - QUARTA-FEIRA 
16h30   
Três Irmãos de Sangue (Angela Patrícia Reiniger | Brasil | 2006 | Documentário | 102 min) Três Irmãos de Sangue mostra a vida de Betinho, Henfil e Chico Mário e como suas ações se misturam com a história política, social e cultural do Brasil na segunda metade do século XX. Eles contribuíram, cada um a sua maneira, para as principais transformações pelas quais passou o povo brasileiro nesse período.
Classificação indicativa: livre 

19h 
Poeta de Sete Faces                 
(Paulo Thiago | Brasil | 2002 | Documentário | 94 min) O filme remonta a trajetória do escritor mineiro Carlos Drummond de Andrade. Dos primeiros anos de sua vida, sua mudança para o Rio de Janeiro até o auge de sua carreira. 
Classificação indicativa: livre


17/02 - QUINTA-FEIRA
16h30   
Vlado, Trinta Anos Depois (João Batista de Andrade | Brasil | 2005 | Documentário | 90 min)  Um documentário sobre a história do jornalista Vladimir Herzog, o Vlado, torturado e assassinado na prisão em 1975, durante o regime militar brasileiro. Os depoimentos e memória das pessoas que conviveram com ele. 
Classificação indicativa: 14 anos 

19h 
Tudo é Brasil 
(Rogério Sganzerla | Brasil | 1997 | Documentário | 82 min) Fragmentos de cine-jornais organizados pelo diretor num filme-ensaio, com conteúdo e forma que desafiam a atenção do espectador. Traz cenas inéditas e imagens dos bastidores do filme americano It's All True, dirigido e rodado no Brasil por Orson Welles na década de 40.
Classificação indicativa: livre 


18/02 - SEXTA-FEIRA
16h30   
O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto
(Rosemberg Cariry | Brasil | 1986 | Documentário | 78 min) Resgate histórico da comunidade do Caldeirão, movimento religioso liderado pelo beato José Lourenço, que organizou um arraial coletivo. A comunidade foi destruída pela polícia cearense e por bombardeio de aviões, deixando mais de mil camponeses mortos. Através de depoimentos e símbolos da cultura popular, o filme faz uma reflexão sobre o poder, a liberdade e a luta pela terra. 
Classificação indicativa: 12 anos 

19h 
A Negação do Brasil (Joel Zito Araújo | 2000 | Brasil | Documentário | 92 min) O documentário é uma viagem na história da telenovela no Brasil e, particularmente, uma análise do papel nelas atribuído aos atores negros, que sempre representam personagens mais estereotipados e negativos. Baseado em suas memórias e em fortes evidências de pesquisas, o diretor aponta as influências das telenovelas nos processos de identidade étnica dos afro-brasileiros e faz um manifesto pela incorporação positiva do negro nas imagens televisivas do país.
Classificação indicativa: 10 anos 


19/02 - SÁBADO  
19h 
Diário de uma busca (Flávia Castro | Brasil |2010| Documentário | 108 min) Flávia Castro reconstrói a história de vida e morte de seu pai, Celso Castro, um jornalista de esquerda, encontrado morto no apartamento de um ex-oficial nazista.
Classificação indicativa: 12 anos 


20/02 - DOMINGO 
16h30 
Elena  
(Petra Costa | Brasil | 2012| Drama/Documentário| 90 min) Elena viaja para Nova York com o mesmo sonho da mãe: ser atriz de cinema. Deixa para trás uma infância passada na clandestinidade dos anos de ditadura militar. Deixa Petra, a irmã de sete anos. Duas décadas mais tarde, Petra também se torna atriz e embarca para Nova York em busca de Elena. Tem apenas pistas. Filmes caseiros, recortes de jornal, um diário. Cartas.
Classificação indicativa: 12 anos 

19h
Santiago 
(João Moreira Salles| Brasil | 2007| Documentário| 80 min) João Moreira Salles revisita a própria história através das lembranças do mordomo Santiago, que trabalhou para sua família por 30 anos. O filme questiona a relação entre diretor e personagem e o grau de realismo na tela.
Classificação indicativa: livre


23/02 - QUARTA-FEIRA 
16h30   
Carmen Miranda: Banana is My Businness
(Helena Solberg |  Brasil | 1995 | Documentário | 90 min) A extraordinária história da estrela brasileira que conquistou a imaginação e o coração do mundo. Carmen Miranda permanece como a mais famosa brasileira a conquistar as telas do cinema. No entanto, para os norte-americanos era mais conhecida como uma figura caricata que carregava um enorme cacho de bananas na cabeça. O filme tenta resgatá-la dessa trama, devolvendo-lhe o que há de mais fundamental: sua identidade.
Classificação indicativa: livre 

19h 
Ônibus 174
(José Padilha | Brasil | 2002 | Documentário | 118 min) Uma investigação cuidadosa, baseada em imagens de arquivo, entrevistas e documentos oficiais, sobre o seqüestro de um ônibus em plena zona sul do Rio de Janeiro. O incidente, que aconteceu em 12 de junho de 2000, foi filmado e transmitido ao vivo por quatro horas, paralisando o país.
Classificação indicativa: 14 anos 


24/02 - QUINTA-FEIRA
16h30   
Vinícius 
(Miguel Faria Jr. | Brasil | 2005 | Documentário | 122 min) A montagem de um pocket show em homenagem a Vinicius de Moraes por dois atores é o ponto de partida para reconstituição de sua trajetória. O documentário mostra a vida, a obra, a família, os amigos, os amores de Vinicius de Moraes, autor centenas de poesias e letras de música.
Classificação indicativa: livre 

19h 
A Negação do Brasil (Joel Zito Araújo | 2000 | Brasil | Documentário | 92 min) O documentário é uma viagem na história da telenovela no Brasil e, particularmente, uma análise do papel nelas atribuído aos atores negros, que sempre representam personagens mais estereotipados e negativos. Baseado em suas memórias e em fortes evidências de pesquisas, o diretor aponta as influências das telenovelas nos processos de identidade étnica dos afro-brasileiros e faz um manifesto pela incorporação positiva do negro nas imagens televisivas do país.
Classificação indicativa: 10 anos 


25/02 - SEXTA-FEIRA
16h30
  
Assim era a Atlântida
(Carlos Manga | Brasil | 1975 | Documentário | 105 min) Documentário sobre as chanchadas do tempo da Atlântida, com cenas de todos os filmes que a empresa possuía em seu arquivo e depoimentos de atores falando daqueles tempos gloriosos. 
Classificação indicativa: 10 anos 

19h 
Raul – O Início, O Fim e O Meio
(Evaldo Mocarzel / Walter Carvalho | Brasil | 2012 | Documentário | 128 min) O documentário retrata as diversas facetas do homem, suas parcerias com Paulo Coelho, seus casamentos, a fase de sucesso e principalmente tenta desvendar a enorme comunicação que suas músicas estabelecem e a legião de fãs que ele mobilizava e continua mobilizando agora, 20 anos depois de sua morte. 
Classificação indicativa: 14 anos 


26/02 - SÁBADO 
19h 
Três Irmãos de Sangue                
(Angela Patrícia Reiniger | Brasil | 2006 | Documentário | 102 min) Três Irmãos de Sangue mostra a vida de Betinho, Henfil e Chico Mário e como suas ações se misturam com a história política, social e cultural do Brasil na segunda metade do século XX. Eles contribuíram, cada um a sua maneira, para as principais transformações pelas quais passou o povo brasileiro nesse período.
Classificação indicativa: livre 


27/02 - DOMINGO
16h30   
Assim Era a Atlântida 
(Carlos Manga | Brasil | 1975 | Documentário | 105 min) Documentário sobre as chanchadas do tempo da Atlântida, com cenas de todos os filmes que a empresa possuía em seu arquivo e depoimentos de atores falando daqueles tempos gloriosos. 
Classificação indicativa: 10 anos 

19h  
Carmen Miranda: Banana is My Businness
(Helena Solberg |  Brasil | 1995 | Documentário | 90 min) A extraordinária história da estrela brasileira que conquistou a imaginação e o coração do mundo. Carmen Miranda permanece como a mais famosa brasileira a conquistar as telas do cinema. No entanto, para os norte-americanos era mais conhecida como uma figura caricata que carregava um enorme cacho de bananas na cabeça. O filme tenta resgatá-la dessa trama, devolvendo-lhe o que há de mais fundamental: sua identidade.
Classificação indicativa: livre 


02/03 - QUARTA-FEIRA
19h   
Conterrâneos Velhos de Guerra 
(Vladimir Carvalho | Brasil | 1991 | Documentário | 153 ) 
Classificação indicativa: livre


03/03 - QUINTA-FEIRA 
16h30
  
Cabra Marcado Para Morrer (Eduardo Coutinho | Brasil | 1989 | Documentário| 120 min)
Classificação indicativa: 10 anos

19h 
Diário de um Busca (Flávia Castro | Brasil |2010| Documentário | 108 min)
Classificação indicativa: 12 anos   


04/03 - SEXTA-FEIRA
16h30
  
O Caldeirão de Santa Cruz do Deserto
(Rosemberg Cariry | Brasil | 1986 | Documentário | 78 min) 
Classificação indicativa: 12 anos 

19h 
Vlado, Trinta Anos Depois (João Batista de Andrade | Brasil | 2005 | Documentário | 90 min)
Classificação indicativa: 14 anos 


05/03 - SÁBADO 
19h
 
Santiago 
(João Moreira Salles| Brasil | 2007| Documentário| 80 min)
Classificação indicativa: livre


06/03 – DOMINGO
16h30 

Poeta de Sete Faces (Paulo Thiago | Brasil | 2002 | Documentário | 94 min)
Classificação indicativa: livre

19h 
Tudo é Brasil  
(Rogério Sganzerla | Brasil | 1997 | Documentário | 82 min) 
Classificação indicativa: livre 


09/03 - QUARTA-FEIRA
16h30
Carmen Miranda: Banana is My Businness
(Helena Solberg |  Brasil | 1995 | Documentário | 90 min) A extraordinária história da estrela brasileira que conquistou a imaginação e o coração do mundo. Carmen Miranda permanece como a mais famosa brasileira a conquistar as telas do cinema. No entanto, para os norte-americanos era mais conhecida como uma figura caricata que carregava um enorme cacho de bananas na cabeça. O filme tenta resgatá-la dessa trama, devolvendo-lhe o que há de mais fundamental: sua identidade.
Classificação indicativa: livre 

19h 
Cidadão Boilesen 
(Chaim Litewski | Brasil | 2009 | Documentário | 92 min) Cidadão Boilesen conta como o empresariado financiou a Operação Bandeirante (OBAN), principal órgão de repressão da ditadura militar brasileira. Através da surpreendente vida do ex-presidente da Ultragaz, Henning Boilesen. Com dezenas de entrevistados, vasto material iconográfico e inéditos documentos até então secretos. Cidadão Boilesen discute o período mais brutal da recente história brasileira.
Classificação indicativa: 12 anos 


10/03 - QUINTA-FEIRA
16h30   
Poeta de Sete Faces (Paulo Thiago | Brasil | 2002 | Documentário | 94 min) 
O filme remonta a trajetória do escritor mineiro Carlos Drummond de Andrade. Dos primeiros anos de sua vida, sua mudança para o Rio de Janeiro até o auge de sua carreira. 
Classificação indicativa: livre

19h 
Vida
(Paula Gaitán | Brasil | 2008 | Documentário | 65 min) Vida é um filme sobre a atriz brasileira Maria Gladys. Vida é luz e sombra. Vida é um filme de celebração, uma homenagem à potência de estar viva, uma reflexão do que é ser uma atriz brasileira e a possibilidade de se doar com paixão e criatividade. 
Classificação indicativa: 14 anos 


11/03 - SEXTA-FEIRA
16h30   
Jango 
(Sílvio Tendler | Brasil | 1984 | Documentário | 117 min) O filme refaz a trajetória política de João Goulart, o 24° presidente brasileiro, que foi deposto por um golpe militar nas primeiras horas de 1ºde abril de1964. Goulart era popularmente chamado de "Jango", daí o título do filme, lançado exatos vinte anos após o golpe. A reconstituição da trajetória de Goulart é feita através da utilização de imagens de arquivo e de entrevistas.
Classificação indicativa: 12 anos

19h 
Cabra Marcado Para Morrer (Eduardo Coutinho | Brasil | 1989 | Documentário| 120 min) Em 1962, o líder da liga camponesa de Sapé (PB), João Pedro Teixeira, é assassinado por ordem de latifundiários. Um filme sobre sua vida começa a ser rodado em 1964, com a reconstituição ficcional da ação política que levou ao assassinato e direção de Eduardo Coutinho. As filmagens são interrompidas pelo Golpe Militar de 1964. Dezessete anos depois, em 1981, Eduardo Coutinho retoma o projeto e procura Elizabeth Teixeira e outros participantes do filme interrompido.
Classificação indicativa: 10 anos


12/03 - SÁBADO 
19h
 
Raul – O Início, O Fim e O Meio
(Evaldo Mocarzel / Walter Carvalho | Brasil | 2012 | Documentário | 128 min) O documentário retrata as diversas facetas do homem, suas parcerias com Paulo Coelho, seus casamentos, a fase de sucesso e principalmente tenta desvendar a enorme comunicação que suas músicas estabelecem e a legião de fãs que ele mobilizava e continua mobilizando agora, 20 anos depois de sua morte. 
Classificação indicativa: 14 anos 


13/03 - DOMINGO 
16h30 

Jango 
(Sílvio Tendler | Brasil | 1984 | Documentário | 117 min) O filme refaz a trajetória política de João Goulart, o 24° presidente brasileiro, que foi deposto por um golpe militar nas primeiras horas de 1ºde abril de1964. Goulart era popularmente chamado de "Jango", daí o título do filme, lançado exatos vinte anos após o golpe. A reconstituição da trajetória de Goulart é feita através da utilização de imagens de arquivo e de entrevistas. 
Classificação indicativa: 12 anos

19h 
Ônibus 174
(José Padilha | Brasil | 2002 | Documentário | 118 min) Uma investigação cuidadosa, baseada em imagens de arquivo, entrevistas e documentos oficiais, sobre o seqüestro de um ônibus em plena zona sul do Rio de Janeiro. O incidente, que aconteceu em 12 de junho de 2000, foi filmado e transmitido ao vivo por quatro horas, paralisando o país.
Classificação indicativa: 14 anos 

 

Mostra Infantil 

Sessões sempre às 16h30


05/02, sábado
Castelo Rá-Tim-Bum 
(Cao Hamburger | Brasil | 1999 | Aventura | 108 min) 
Nino é um aprendiz de feiticeiro que vive com seus tios, Morgana e Victor, há 300 anos. Ansiando em ter uma vida normal como todos os demais garotos, ele acaba participando, involuntariamente, de uma trama orquestrada por sua tia Losângela, que pretende roubar o livro de magias de Morgana. 
Classificação indicativa: livre 


12/12, sábado
Raul da Ferrugem Azul 
(Gabriel Costa | Brasil | 2004 | Aventura | 31 min) 
O que você faria se descobrisse que seu corpo está ficando coberto de ferrugem? E se a ferrugem fosse azul? Pois é exatamente isso o que se pergunta Raul, que de repente percebeu que seu corpo estava ficando coberto de manchas estranhas... 
Classificação indicativa: livre 


19/02, sábado
O Cavalinho Azul 

(Eduardo Escorel | Brasil | 1984 | Fantasia | 85 min) 
Baseado na peça homônima de Maria Clara Machado. João de Deus, um andarilho de barbas longas, conta a história de um menino chamado Vicente, que tinha um cavalo, que na visão de Vicente é um lindo cavalo azul, e para seus pais, um velho cavalo marrom. Até que um dia, seu pai vende o cavalo. Preocupado com os perigos em que o animal pode correr, Vicente parte a uma viagem atrás de seu amigo.
Classificação indicativa: livre 


26/02,  sábado
Eu e meu Guarda-Chuva

(Toni Vanzolini | Brasil | 2010 | Aventura | 85 min ) 
Na última noite de férias, três amigos – Eugênio, sempre munido do guarda-chuva herdado do avô, Frida e Cebola – embarcam em uma aventura mágica ao visitar sua nova escola. Um barão, que deveria permanecer em um antigo quadro da parede, ganha vida e comprova sua fama de “terror dos alunos”.
Classificação indicativa: livre 


05/03
Tainá 2,  sábado

(Mauro Lima | Brasil | 2004 | Aventura | 76 min) 
Agora uma pré-adolescente, a indiazinha Tainá (Eunice Baía) se divide entre o enfrentamento dos bandidos e a atenção para com a pequenina Catiti, de 6 anos, que foge da aldeia querendo imitar Tainá como protetora do meio ambiente. 
Classificação indicativa: livre 


12/03,  sábado
31 Minutos – O Filme 

(Alvaro Diaz/Pedro Peirano | Brasil/Chile | 2008 | Aventura/Animação | 87 min)   
Juanín Juan Harry, o último de sua espécie, produtor do excêntrico noticiário "31 Minutos", tem de fugir dos ataques de Cachirula, uma colecionadora de animais. Aventura oriunda do programa infantil chileno criado por Álvaro Diaz e Pedro Peirano 
Classificação indicativa: livre 

Mostra Ciclo Francofonia - Cinema Africano 

ALIANÇA FRANCESA APRESENTA TRÊS CICLOS DE CINEMA NA FESTA DA FRANCOFONIA

O cinema africano ganha destaque no Cine Santa Tereza, com exibições de 16 a 31 de março e títulos de países como Ruanda, Egito, Nigéria, Camarões, Marrocos, Costa do Marfim, Gana, Burquina Fasso, República Democrática do Congo, Etiópia e Argélia. Dentre os destaques, filmes como Run (2014), Keteke (2017), Maki’la (2018), Félicité (2017) e muito mais. 


FILMES EM CARTAZ: 

- Quarta-feira, 16 de março
16h30

Ntarabana (Ruanda, 2016) de François Woukoache. Classificação indicativa: livre.
Gênero: Documentário
Entre 6 de abril e 4 de julho de 1994, o genocídio dos tutsis e os massacres de Hutus moderados mataram cerca de um milhão de pessoas no Ruanda. Em Ntarabana, no norte do Ruanda, Rugwiza Froduald e Mukankundiye Anne-Marie escondeu e protegeu os tutsis sob o risco de suas vidas.
 
19h
Sur la planche (Sobre a Tábua) (Marrocos, 2011) de Leïla Kilani. Classificação indicativa: 12 anos.
Gênero: Drama
Duas jovens trabalham em uma empacotadora de camarões, um trabalho difícil e humilhante. Enquanto sonham em entrar para a indústria têxtil, conhecem duas moças com cargos melhores que podem ajudá-las.
 


- Quinta-feira, 17 de março
16h30

L'Arbre sans fruit (Árvore Sem Frutos) (Nigéria, 2016) de Aïcha Macky. Classificação indicativa: livre
Gênero: Documentário 
Certamente, existe alguma pressão para procriar nas sociedades ocidentais, mas em alguns países nem sequer é uma questão de escolha. Casada, mas sem filhos, a circunstância da diretora Aicha Macky é considerada inaceitável em seu país natal, o Níger. Os médicos não conseguiram determinar por que ela não pode conceber, mas em sua sociedade muçulmana conservadora, as mulheres sempre são culpadas pela infertilidade, enquanto os homens raramente são diagnosticados.
 
19h
En route pour le milliard (Navegando até Kinshasa) (República Democrática do Congo, França, Bélgica, 2020) de Dieudo Hamadi. Classificação indicativa: 16 anos.
Gênero: Documentário 
Há duas décadas que as vítimas da Guerra dos Seis Dias na República Democrática do Congo lutam em Kisangani pelo reconhecimento desse conflito sangrento que deixou várias sequelas em seus corpos, exigindo indenização. Cansadas de apelos infrutíferos, decidiram finalmente expressar as suas exigências em Kinshasa após uma longa viagem pelo Rio Congo abaixo.
 


- Sexta-feira, 18 de março
16h30

Amal (Egito, França, 2017) de Mohamed Siam. Classificação indicativa: 10 anos.
Gênero: Documentário
No Egito pós-revolução, Amal, uma adolescente insurgente, está enfrentando mudanças esmagadoras, sociais e íntimas. Amal é um filme que observa a autodescoberta de uma garota de 15 a 20 anos: ela procura seu lugar, sua identidade e sua sexualidade em uma sociedade dominada por homens. Ao longo dos anos, vemos que ela percebe que suas escolhas são limitadas quando jovem em um estado policial árabe.
 
19h
Félicité (França, Senegal, 2017) de Alain Gomis. Classificação indicativa: livre.
Gênero: Drama
Félicité é uma cantora na cidade de Kinshasa e vive sozinha com Samo, o seu filho de 16 anos de idade. Com a notícia de que terá de amputar uma de suas de suas pernas, a moça irá buscar em toda a cidade traços de seu passado e de seus sonhos antigos.
 


- Sábado, 19 de março
16h30

Minga et la cuillère cassée (Minga e a Colher Quebrada) (Camarões, 2017) de Claye Edou. Classificação indicativa: livre.
Gênero: Animação
Minga é uma menina órfã que vive com sua madrasta Mami Kaba e sua meia-irmã Abena. Um dia, quando ela estava no rio, ela acidentalmente quebrou uma colher. Uma furiosa Mami Kaba a expulsou da casa, pedindo-lhe que encontrasse o caminho de volta. Uma jornada aventureira começa então para a Minga na floresta.
 
19h
Run (Costa do Marfim, França, 2014) de Philippe Lacôte. Classificação indicativa: 14 anos.
Gênero: Drama
Um homem chamado Run mata o primeiro-ministro de seu país. Para isso, ele finge-se de louco. O filme conta a história de vida de Run, de como ele passou a se reconhecer por este nome e porque cometeu tal assassinato.
 


- Domingo, 20 de março
16h30

Keteke (Gana, 2017) de Peter Sedufia. Classificação indicativa: livre.
Gênero: Drama/Comédia 
Na década de 1980, o trem era o único meio de transporte que ligava os subúrbios e o centro da cidade. Um casal, Boi e Atswei, se concentra para o parto de seu primeiro filho, mas perdem o horário do trem. Uma má decisão os desafia no meio do nada. Chegarão a tempo para o parto ou correrão o risco de perder o bebê e a mãe?
 
19h
Maki’la (França, República Democrática do Congo 2018) de Machérie Ekwa Bahango. Classificação indicativa: 16 anos.
Gênero : Drama
Makila é uma menina de 19 anos que vive na rua desde os 13 anos de idade. Quando ela chegou, foi recebida pelo homem Mbingazor, um delinqüente albino, que a apresentou ao modo de viver, ou melhor, para sobreviver na rua: drogas, prostituição, roubo… Os dois acabam se casando. Tendo se tornado esposa de um chefão, Makila contrata crianças que roubam em troca de proteção e algumas migalhas. Ela para de se prostituir. Makila e Mbingazor são o casal mais respeitado da rua, mas muito rapidamente, seu relacionamento baseado em exploração e violência, começa a incomodar a garota que se sente presa. Ela decide deixar Mbingazor.
 


- Quarta-feira, 23 de março
16h30

Étincelles (Burquina Fasso, França, 2019) de Bawa Kadade Riba. Classificação indicativa:10 anos.
Gênero: Documentário.
Evoca o problema da coabitação no mundo de hoje, onde o debate religioso está em pleno andamento.
 
19h
Wallay (Burkina Fasso, França, Qatar, 2017) de Berni Goldblat. Classificação indicativa: 14 anos.
Gênero: Drama/Ficção
Ady, um menino de 13 anos, não escuta mais seu pai, que o cria sozinho no sul da França. O pai decide, então, confiar Ady ao seu tio Amadou no período de férias de verão, em uma região rural de Burkina Faso, seu país de origem. Lá, aos 13 anos de idade, ele deve-se tornar um homem, mas convencido de que está só de férias, Ady entende as coisas de maneira diferente.
 


- Quinta-feira, 24 de março
16h30

Makongo (República Centro-Africana 2020) de Elvis Sabin Ngaïbino. Classificação indicativa:livre.
Gênero : Documentário
Com Makongo, o cineasta centro-africano Elvis Sabin Ngaibino conta a história de Albert e André, dois jovens pigmeus Aka de Mongoumba que eram motivo de chacota entre os alunos da escola, mas agora lutam contra o analfabetismo em sua comunidade. Para combater esse fenômeno de exclusão, os dois ativistas buscam montar uma escola móvel para educar as crianças. Por falta de financiamento, os dois heróis preferem vender Makongo, essas lagartas comestíveis muito populares entre os centro-africanos, no mercado, em vez de recorrer a ajuda estatal ou ONG. Entrando no mato e na floresta para coletar esses insetos, Albert e André relatam a cultura culinária e as atividades comerciais de Bangui.
 
19h
Dans ma tête un rond-point (Nó Na Cabeça) (Argélia, 2015) de Hassen Ferhani. Classificação indicativa: 14 anos.
Gênero: Documentário
No maior matadouro da Argélia, os homens vivem e trabalham enclausurados ao ritmo pulsante de suas tarefas e seus sonhos. Esperança, amargura, amor, paraíso e inferno, as histórias de futebol, assim como as melodias de Chaabi e Rai, que ambientam suas vidas e seu mundo.
 


- Sexta-feira, 25 de março
16h30

143, RUE DU DESERT (Rua do Saara, 143) (França/Argélia/Qatar, 2019) de Hassen Ferhani. Classificação indicativa: livre.
Gênero: Documentário
No meio do deserto do Saara, um reino particular é governado por uma rainha misteriosa e solitária. Embora desconfiada e cautelosa, Malika sempre recebe de braços abertos os viajantes que decidem parar em seu castelo transformado em cafeteria em busca de algo para beber, comer ou mesmo um conselho.
 
 
19h
La Sirène de Faso Fani (Burquina Fasso, 2015) de Michel K. Zongo. Classificação indicativa 12 anos.
Gênero: Documentário
Michael K. Zongo reabre o caso da terceira maior fábrica têxtil em Koudougou, em Burkina Faso, que foi fechada em 2001 e largada pra apodrecer, provavelmente registrada como dano colateral no FMI. Na busca, ele encontra antigos empregados da fábrica, sendo que algumas mulheres passaram a tecer nos quintais das casas. O documentário é uma homenagem à resistência africana perante a globalização, uma mostra do que o progresso no local.
 


- Sábado, 26 de março
16h30
 
Minga et la cuillère cassée (Minga e a Colher Quebrada) (Camarões, 2017) de Claye Edou. Classificação indicativa: livre.
Gênero: Animação
Minga é uma menina órfã que vive com sua madrasta Mami Kaba e sua meia-irmã Abena. Um dia, quando ela estava no rio, ela acidentalmente quebrou uma colher. Uma furiosa Mami Kaba a expulsou da casa, pedindo-lhe que encontrasse o caminho de volta. Uma jornada aventureira começa então para a Minga na floresta.
 
19h
Mother I am Suffocating, this is my last film about you (Mãe, eu estou sufocando. Este é o meu último filme sobre você) (2019) de Lemohang Jeremiah Mosese. Classificação indicativa 14 anos.
Gênero: Documentário/Experimental
Uma jovem carrega uma pesada cruz de madeira pelo Lesoto; ao seu redor, rostos, ruas empoeiradas, um rebanho de ovelhas e mãos que tricotam incessantemente. Uma voz off crua molda o fluxo de imagens em uma despedida cinematográfica de um diretor exilado em sua terra natal. Do mesmo diretor de “Isso não é um enterro, é uma ressurreição” (2020).
 


- Domingo, 27 de março
16h30

Fièvres (Febres) (Marrocos, França, 2013) de Hicham Ayouch. Classificação indicativa: livre.
Gênero: Drama/Infantil
Benjamin, 13 anos, está em guerra com a vida, os adultos e si mesmo. Com sua mãe presa, ele passa a viver com seu pai, que até então não conhecia. Este é um homem falido de mais de 40 anos que ainda vive com os pais nos subúrbios de Paris e trabalha num depósito. Mas a chegada do adolescente vai perturbar gravemente sua vida e de sua família.
 
19h
L'Oeil du cyclone (O Olho do Furacão) (Burquina Fasso, 2015) de Sékou Traoré. Classificação indicativa: 10 anos.
Gênero: Drama
Em um pequeno país da África, um advogado idealista relutantemente defende um rebelde, que foi um soldado quando criança, em julgamento por crimes de guerra. A partir daí, ele começa a entender as ramificações psicológicas e os efeitos sobre adultos, e da lavagem cerebral na cooptação dos jovens para a guerra.
 


- Quinta, 31 de março
19h

Lamb (Etiópia, 2015) de Yaled Zeleke. Classificação indicativa: livre.
Para escapar da seca, o pai de Efraim decide procurar trabalho na cidade. Ele então confia seu filho a um primo distante, vivendo em uma área poupada pelo desastre. Para o jovem, uma nova vida começa que ele não gosta e ele fará de tudo para voltar para sua região natal. Efraim é um jovem etíope, sempre acompanhado por suas inseparáveis ovelhas. Confiado a parentes distantes, ele se adapta mal à sua nova vida. Um dia, seu tio lhe diz que ele terá que sacrificar suas ovelhas para a próxima refeição festiva. Mas Ephraim está desesperado para salvar seu único amigo e voltar para casa.
 

Obs. Todos os filmes tem legendagem em português 



Informações:
francofoniabrasil.org
aliancafrancesabh.com.br  

Acesse o arquivo com a programação completa do mês.

 Para mais informações sobre o Cine Santa Tereza, acesse: pbh.gov.br/cinesantatereza

 

Data
a
Consulte dias, horários e filmes em cartaz na programação.
Entrada
Gratuito