Eventos /  Encontro la la-ticket green  /  Literatura

Sempre Um Papo recebe Giselle Beiguelman

Descrição

O #SempreUmPapoEmCasa recebe como convidada a artista e escritora Giselle Beiguelman para falar sobre seu mais novo livro, “Políticas da Imagem: vigilância e resistência na dadosfera”, publicado pela Ubu Editora, em junho de 2021.

A conversa, mediada pelo jornalista Afonso Borges, contará com tradução simultânea em Libras.

Ela será transmitida ao vivo no dia 23 de setembro, quinta-feira, às 19h, pelo YouTube, Facebook e Instagram do Sempre Um Papo.

“Políticas da Imagem: vigilância e resistência na dadosfera” (Ubu Editora) O livro reúne seis ensaios sobre o lugar de destaque que a imagem possui no mundo contemporâneo.

Nunca antes as imagens passaram por um processo de transformação tão radical quanto o que ocorre hoje.

Elas se tornaram as principais mediadoras das relações sociais, ocupando a comunicação, as relações afetivas, a infraestrutura, as estéticas da vigilância e os sistemas de escaneamento dos corpos na cidade.

Nesse sentido, Beiguelman defende que há, atualmente, uma nova estética da vigilância, marcada pela produção massiva de imagens nos feeds e stories de redes sociais, câmaras de vigilância e registros oficiais.

No livro, ela faz ainda uma análise das novidades do mundo tecnológico como selfies, memes, aplicativos de envelhecimento da imagem, Waze e Google Maps e máquinas de reconhecimento facial. Giselle Beiguelman nasceu em São Paulo, em 1962.

É artista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU – USP).

Além de “Políticas da Imagem: vigilância e resistência na dadosfera”, é autora de “Memória da Amnésia: políticas do esquecimento” (Edições Sesc), de 2019, além de livros e artigos sobre a cultura digital. Entre seus projetos recentes destacam-se Odiolândia, de 2017, Monumento Nenhum, de 2019, e nhonhô (com Ilê Sartuzi), de 2020.

Possui obras artísticas integrando acervos de museus no Brasil e no exterior, como o ZKM e o Jewish Museum Berlin, na Alemanha, o Museu de Arte Contemporânea da USP e a Pinacoteca de São Paulo.

Ainda na USP, é integrante do Laboratório para Outros Urbanismos e coordenadora do Grupo de Arte e Inteligência Artificial (Gaia).

Além disso, é colunista da rádio da universidade e da Revista Zum.

Localização
online