Eventos /  Exibição la la-ticket green  /  Comunicação

Programação Online FCS - Artes Visuais

Descrição

A FCS dá continuidade ao projeto #PalacioEmSuaCompanhiaa com conteúdo inédito desenvolvido pela Gerência de Artes Visuais!

As postagens propõem reflexões acerca dos universos artísticos por meio de abordagens diversas. Abrimos o projeto com o eixo Reviva uma Obra, que relembra as exposições realizadas pela FCS. . Pintura ou fotografia como violência, exposição apresentada pelo artista paraense Éder Oliveira (1983, Timboteua), na Galeria Genesco Murta, em 2017, levou ao público um recorte de dois anos de sua produção com novas experiências sobre o papel, suportes de mural e investigações sobre seu daltonismo.

Oliveira tem em sua pesquisa a identidade cultural, a miscigenação brasileira e sua invisibilidade midiática partindo da imagem do homem amazônico. Homens comuns, de traços negros e indígenas, cujas imagens são veiculadas em matérias sensacionalistas sobre crimes ainda não investigados. Éder busca a paisagem humana do homem do Norte. Enfrenta os estereótipos para impactar o público com um exército de figuração potente, mas nunca combativo. Seus personagens representam a tragédia do enraizamento dos discursos coloniais na nossa sociedade, estabelecendo fraturas dolorosas e insondáveis.

Na construção de uma topografia humana, Éder defende: "A minha arte se relaciona muito com o que sempre aconteceu e ainda acontece no Brasil, que é a subjugação de classe, principalmente da classe trabalhadora e das pessoas mais pobres. Falo de questões sociais de cunho político.

A desigualdade é evidente mas é velada ao mesmo tempo, procuro prestar atenção nos outros, nos seus valores, e retratá-los. Há um universo de coisas que estão contidas além da pele, da etnia e da raça. O homem amazônico, figura que costumo retratar sempre, possui valores que não se encaixam no sistema capitalista e por isso é excluído.

Eu procuro fazer um contraponto a isso, somente retratá-lo para que ganhe voz." O site specific feito por @ederoliveira.1 é um painel gigante, e foi doado para o acervo da Fundação Clóvis Salgado.

Localização
Online
Data
a
Entrada
Gratuito