Eventos /  Festival la la-ticket green  /  Audiovisual

1ª Edição do Cerrado Mapping Festival

Descrição

Nos dias 28 e 29 de agosto um grande evento com transmissão on line encerra uma quinzena de atividades em torno da vídeo arte, vídeo mapping e do cerrado. A primeira edição do Cerrado Mapping Festival acontece em um local inusitado, um pequeno vilarejo situado aos pés da Serra do Espinhaço, no Norte de Minas. A Vila de Santa Bárbara, município de Augusto de Lima, tem uma natureza exuberante típica do cerrado mineiro em torno do Parque Nacional da Sempre Viva, uma área de preservação ambiental patrimônio da Unesco.

Video mapping ou mapeamento de vídeo é uma técnica que consiste na projeção de vídeo em objetos ou superfícies irregulares, tais como estruturas de grandes dimensões, fachadas de edifícios e estátuas. Através da utilização de um software especializado que interage com um projetor, há uma reconstrução do espaço real existente a partir da adição de espaço virtual. Com esta técnica os artistas podem criar dimensões extra, ilusões ópticas e noções de movimento em objetos estáticos. Os VJs criam narrativas audiovisuais áudio e vídeo. O video mapping tem se tornado cada vez mais conhecido inclusive sendo utilizado para campanhas publicitárias.

As atividades relacionadas envolvem oficinas voltadas à comunidade local, um programa de palestras e debates com artistas e VJs - o “Visual Brasil Meeting”, uma oficina de mapping com conceitos fundamentais sobre a técnica de videomapping e um grande evento com projeção de conteúdo com alguns dos mais reconhecidos artistas do gênero. Carol Santana, Chema, Eletroiman, Vj Grazzi, Vj Gago, Homem Gaiola, Inzist, Jodele Larcher, Laura Campestrini, Letícia Pantoja, Spetto, Vigas, Vinícius Luz e Vini Fabretti são artistas que estarão presentes nos dias de festival e interagindo com o público que participar mesmo via streaming.

O evento foi adaptado para garantir acessibilidade neste momento de pandemia com dedicação especial ‘as lives e conteúdos disponíveis on line. A programação pode ser conferida no site  www.cerradomapping.com

A adoção do tema Cerrado e sua preservação se dá em um momento de pandemia onde o mundo desacelera suas atividades para reavaliar o sistema e a necessidade da valorização da vida em toda sua complexidade, pois além de ser o segundo maior bioma em extensão no Brasil, é um dos ecossistemas mais ameaçados de todo o planeta.

Cerrado Mapping Festival utiliza as linguagens mais expressivas do espetáculo contemporâneo para fazer pensar a importância de preservar a biodiversidade e a riqueza social e cultural das paisagens do cerrado mineiro.

Vídeo Mapping e Pandemia

No cenário pandêmico podemos observar a linguagem da projeção em fachadas tomando cada vez mais notoriedade como um meio de ocupação do espaço público em um momento onde todos estão em casa, mantendo através da proporção das grandes escalas a visibilidade e o alcance necessários para que a comunicação se mantenha mesmo com o isolamento físico.

Programação:

Visual Brasil Meeting

Data: 25, 26 e de 27 de agosto

Local: Vila de Santa Bárbara

Um programa de palestras e debates com artistas e VJs integrando os festivais Cerrado Mapping Festival e Visual Brasil, com transmissão on-line de todas as atividades educativas. O festival Visual Brasil acontece em Barcelona desde 2006 com objetivo de expor, formar novos artistas e compartilhar experiências no campo do audiovisual contemporâneo: vídeo arte, mapping, performances audiovisuais, instalações lúmicas e ações criativas em novas mídias. “A troca de conhecimento é fundamental para fomentar a cena de produção de vídeo em tempo real, fortalecer a cultura da criação livre e promover novos formatos colaborativos.” - Ricardo Cançado idealizador do Visual Meeting. A programação conta também com palestras sobre o cerrado mineiro e com a participação de profissionais que participaram da pesquisa conceitual do festival e que atuam nas áreas de pesquisa ambiental e cultura patrimonial.

Oficina de mapping

Data: 18/08 a 20/08

O curso on-line apresenta conceitos fundamentais sobre a técnica de videomapping, aborda conhecimentos teóricos e práticos necessários para a realização da técnica e utilização de seus equipamentos e softwares. Serão 12 horas aulas ministradas pelo VJ Eletroiman (Ricardo Cançado). Requisitos e inscrições através do site: http://cerradomappingfestival.com/#oficinas

Noite de Video mapping nas ruínas:

Data: 28 e 29 de agosto

Local: Vila de Santa Bárbara

A ruína da fábrica de Santa Bárbara, segunda indústria têxtil de Minas Gerais, recebe uma projeção mapeada através de obras de treze artistas renomados da cena atual de video mapping. O monumento histórico dos primórdios da industrialização em Minas Gerais terá sua beleza arquitetônica realçada pelas artes de: Carol Santana, Chema, Eletroiman, Vj Grazzi, Vj Gago, Homem Gaiola, Inzist, Jodele Larcher, Laura Campestrini, Letícia Pantoja, Spetto, Vigas, Vinícius Luz e Vini Fabretti numa performance visual durante duas noites seguidas. Simultaneamente ao mapping a instalação imersiva “Túnel da Memória” reforça o valor e o aspecto humano com a transmissão de depoimentos em vídeo dos moradores de Santa Bárbara. O festival propicia a criação de narrativas que dialogam com o patrimônio, a arquitetura e a memória desse lugar.

Sobre os organizadores:

O Cerrado Mapping Festival conta com recursos do Fundo Estadual de Cultura/ SECULT - MG e será realizado pela organização Oficina de Imagens - Comunicação e Educação - em parceria com o Coletivo Telenoika/ES e o Darklight Studio que há 15 anos realiza o Festival Visual Brasil em Barcelona. Desde 2016, criaram um intercâmbio cultural com o objetivo de fomentar experiências estéticas que aliam videomapping, memória e educação patrimonial.

Outros parceiros envolvidos nesse processo são: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais através de um Projeto de Extensão na área de Educação Patrimonial vinculado ao curso de Arquitetura e Urbanismo; CAA/NM e CODECEX.

Localização
Online
Data
a
a
a
Live do primeiro festival de Vídeo Mapping de Minas Gerais projeta vilarejo no norte do Estado para o mundo.
13 artistas nacionais e internacionais apresentam suas criações em torno do tema Cerrado, em narrativas que envolvem sustentabilidade e preservação cultural.
Entrada
Gratuito