Eventos /  Festival la la-ticket green  /  Gastronomia

Festival Gosto da Amazônia "Sabor que preserva a floresta"

Descrição

Entre 25 de março e 10 de abril, Belo Horizonte irá receber o festival gastronômico "Gosto da Amazônia". O evento, que já passou pelo Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, vai proporcionar o encontro da tradicional comida mineira com o sabor e a versatilidade do pirarucu selvagem de manejo sustentável.

Durante 17 dias, cerca de 50 restaurantes da cidade servirão um prato inédito com o peixe que chega a medir 3 metros e a pesar até 200 quilos.

Estão na lista de estabelecimentos participantes o Ninita, de Léo Paixão, o Xapuri, de Flávio Trombino, O Jardim Restobar, de Caio Soter, o c, de Bruna Martins, o OssO, de Djalma Victor, o Caê, de Caetano Sobrinho, o Casa Cheia, de Ilmar de Jesus, La Palma, de Naiara Faria, o Caravela, de Cristóvão Laruça, o Cozinha Tupis, de Henrique Gilberto, o Taste-Vin, de Rodrigo Fonseca, D’Artagnan Bistrô, de Marise Rache, Cozinha Santo Antônio, de Juliana Duarte, Taberna Baltazar, de Tereza Baltazar, Nuúu, de Guilherme Melo, Udon, de Marcelo San, entre outros.

“Os festivais têm a importância de comunicar os atributos do pirarucu sustentável. Permitem que as pessoas conheçam o peixe e possam compreender que estão consumindo um produto de sabor único, mas também tendo um consumo consciente.

O evento torna conhecido o pirarucu, e o público está contribuindo tanto para a conservação dos recursos naturais da Amazônia, como também para melhorar a qualidade de vida daquelas pessoas que fazem esse produto acontecer”, destaca Adevaldo Dias, da Asproc (Associação dos Produtores Rurais de Caruari) e presidente do Memorial Chico Mendes.

Na capital mineira, pratos como: risoni caldoso de tucupi com pirarucu na brasa, abobrinha e ora-pro-nóbis; iscas de pirarucu em tempura com maionese de pequi; lombo de pirarucu cozido no sous vide e finalizado na manteiga noisette, vinagrete especial de jiló e banana da terra; pirarucu na brasa com molho chimichurri; pirarucu em crosta de castanha do Brasil ao molho de tucupi com gnocchi de mandioca e lâminas de abobrinha; moqueca de pirarucu com banana tostada, camarão, farofa de dendê e arroz de coco; lombo de pirarucu com molho holandês de manteiga de garrafa, tapenade de azeitonas pretas, aliche e ceviche de banana da terra; entre muitos outros, demonstram a diversidade de preparo deste ingrediente.

A ideia é que as casas possam continuar a oferecer o peixe para além do festival.

O distribuidor oficial do pirarucu na capital mineira e parceiro do evento é a Verde Acqua.

Localização
Restaurantes de Belo Horizonte
Data
a
De 25 de março a 10 de abril, cerca de 50 restaurantes servirão pratos preparados com o pirarucu selvagem de manejo.
Entrada
Pago
PROMOÇÃO
Gosto da Amazônia
REALIZAÇÃO
Gosto da Amazônia