Eventos /  Festival la la-ticket green  /  Literatura

A PELE DA EDIÇÃO

Descrição

Desde pelo menos o final dos anos 1970, o Brasil viu nascer casas editoriais precursoras na publicação, ao menos predominante, de autores e autoras negros e negras. Muito antes de leis e regulações oficiais, casas como a Corrupio, em Salvador, a Mazza Edições, em Belo Horizonte, e a Pallas, no Rio de Janeiro, entendiam que edição e política andam de mãos dadas e que mudar o mundo e as visões de mundo tem forte relação com os livros.

Arlete Soares (Salvador), Cristina Warth (RJ) e Maria Mazarello Rodrigues (BH); mediação: Fabiane Rodrigues (BH)

Arlete Soares é fotógrafa e editora. Baiana de Valença, aquariana e filha de Iemanjá, começou a fotografar em 1968, em Paris, onde estudava psicologia. É autora de seis livros. Fundou a Editora Corrupio, em 1979, em Salvador, Bahia. A editora encerrou suas atividades em dezembro de 2020 e Arlete atualmente se dedica ao seu acervo fotográfico, que pode ser visto em @acervoarletesoares.

Cristina Warth é graduada em História pela UFF, com MBA em marketing pela Fundação Getulio Vargas. Dirige a Pallas Editora, que desde sua criação, em 1975, se dedica aos temas afrodescendentes. Foi presidente da LIBRE Liga Brasileira de Editora.

Maria Mazarello Rodrigues é fundadora e editora da Mazza Edições. Seu percurso intelectual e humano é marcado pelo envolvimento com as questões sociais, políticas e culturais do Brasil. A experiência acumulada como uma das fundadoras da Editora do Professor e da Editora Vega, nos anos 60 e 70, e, logo após, com o mestrado em Editoração realizado em Paris, se consolidou através da Mazza Edições, que testemunhou alguns dos principais acontecimentos da sociedade brasileira das últimas décadas.

Fabiane Rodrigues é doutoranda em Estudos de Linguagens pelo Cefet-MG, mestre em Estudos de Linguagens, dissertação intitulada Por uma história editorial da poesia negra/afro-brasileiros. Dedica-se à pesquisa de questões atinentes a edição, autopublicação, poesia, gênero, raça e etnia e sexualidade.

Data: 11/8

Horário: 19h30

Classificação: livre

Público-alvo: jovens e adultos

Recursos de acessibilidade: libras

Transmissão: YouTube – Ative o lembrete: bit.ly/flibh2021, Facebook

 

Localização
https://www.youtube.com/canalFMC
Data
a
Entrada
Gratuito