Eventos /  Festival la la-ticket green  /  Música

Festival PLURAL - Música e Diversidade

Descrição

O Festival Plural - Música e Diversidade nasceu em 2017, como uma ideia entre amigues que conseguiu se materializar em 2020, são 02 edições on line no meio da pandemia do Covid -19 no Brasil. A primeira edição do festival acontece nos dias 25/07 e 26/07, a partir das 16h. 

Em sua primeira edição, o Festival Plural apresenta uma vitrine de artistas e personagens da cultura LGBTQIA+. Serão 26 convidades de 07 estados apresentando mais de 12 horas de programação on line gratuita.

Ao todo serão 10 shows durante os dois dias de Festival.

No primeiro dia, 25 de julho, do sofá da sua casa, você será acompanhade por Liniker, Jup do Bairro, Tonhão Nunes, Pietra Sousa, Puta Romântica e Rainhas do babado.

No dia 26 de julho é a vez de Bia Ferreira, Azzula, MC Debrete e Anna Moura ocuparem sua casa.

Palestras

25 / JUL - SÁBADO
18h - Técnicas e cultura Drag: uma conversa com Lorelay Fox
A drag queen que mobiliza multidões com suas dicas de maquiagem, se destaca como referência comportamental. Danilo Dabague que começou a se montar há mais de 13 anos, se transformou em referência para pessoas que tiveram sua liberdade cerceada pela LGBTfobia que ainda paira na sociedade brasileira.

19h30 - “Uma Década de Mapeamento LGBT no Brasil” com Sandro Ka, artista visual e pesquisador. Doutorando e mestre em Artes Visuais, especialista em Ética e Educação em Direitos Humanos, licenciado em Artes Visuais e ativista social junto à ONG SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade, onde coordenou projetos e eventos. O Mapeamento foi realizado em 2011, pela ONG SOMOS - Comunicação, Saúde e Sexualidade, contemplou a visita à dezessete capitais brasileiras, tendo como objetivo documentar manifestações artísticas e culturais representativas para a população LGBTI+, buscando dar visibilidade a seus processos criativos e a seus aspectos de circulação e divulgação.

26 / JUL - DOMINGO
19h - Sobre Cotidiano, Cuidado de Si e Saúde Mental com Sabine Passareli, não binária, 25 anos, de Rio Bonito, Rio de Janeiro, Brasil. A partir de métodos interdisciplinares da Terapia Ocupacional, tem a presença como sua principal ferramenta, para pensar e desenvolver autonomia e liberdade.

20h30 - Literatura, Estética e Revolução com Kika Sena, arte-educadora, atriz, escritora, poeta, performer e pesquisadora da voz e da palavra em performance. Lançou em 2017 o livro "Periférica", pela Padê Editorial, e em 2016 "Marítima", sua publicação independente.

 

Bate Papo

25 / JUL - SÁBADO
16h - A Música como ferramenta de empoderamento LGBTQIA+, experiências e histórias na cena musical atual com Azzula // Aisla Amorim // Moara // Lélia de Castro // Sandro Biondo // mediador Renato Acha

26 / JUL - DOMINGO
16h- Enfrentamentos da Cultura LGBTQIA+ nas políticas atuais, relatos e partilhas sobre os desafios que estamos vivendo e apontamentos do que está por vir com Elle de Bernadini // Denilson Tourinho // Brunna Rosa // Kael Studart // mediador Gabriel Galli

 

Oficina de Vogue

 26 / JUL - DOMINGO
18h - Oficina de Vogue com Kona Zion
Vogue é um estilo de dança surgido nos anos 60, quando as comunidades LGBTQIA+ de Nova Iorque (EUA) começaram a tomar conta dos salões e organizar competições de dança. Kona Zion é professora, bailarina, artivista, kapopeira, vogueira, performer, cospidora de fogo, maquiadora profissional, pioneira da cena BALLROOM no centro oeste e "Mother" de 2 casas no país: a Zion e a Hands UP.
 

Localização
ONLINE
Video

 

Data
a
Entrada
Gratuito