Eventos /  Festival la la-ticket green  /  Música

Festival Teatro em Movimento 2020 - com Show de : YAMANDU COSTA SOLO

Descrição

O Teatro em Movimento abre a programação de 2020 com música, recebendo um dos mais premiados, com reconhecimento nacional e internacional, o violonista e compositor Yamandu Costa, brasileiro de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, radicado em Portugal. Nesse recital, sozinho em cena com seu violão de sete cordas, ele realiza uma retrospectiva de sua carreira, exibindo o conhecido virtuosismo ao passear por estilos musicais importantes em sua formação como choro, milonga, chamamé, tango, jazz e samba. O show terá única apresentação no dia 28 de março, sábado, às 21h, no grande teatro do Sesc Palladium. A realização é da 19ª edição do Festival Teatro em Movimento, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

No show, Yamandu Costa vai apresentar alguns dos temas registrados nos álbuns “Vento Sul”, lançado em 2019, uma parceria com o compositor Paulo César Pinheiro, e “Recanto”, de 2018. Ele promete também revisitar músicas registradas nos oito discos solo e nos dezessete que gravou com grandes músicos brasileiros, entre eles Paulo Moura (El negro del Blanco), Dominguinhos (Lado B), Hamilton de Holanda (Luz da Aurora), Guto Wirtti (Bailongo), Alessandro Penezzi (Quebranto) e Renato Borghetti (Yamandu Borghetti). Com performances arrebatadoras nos palcos do Brasil e do mundo, Yamandu, como violonista e compositor, não se enquadra em uma única corrente musical, embora tenha recebido influências de Radamés Gnatalli, Tom Jobim, Baden Powell, Raphael Rabello e, claro, da música tradicional do Sul do Brasil, região do país da qual se origina e da música latino-americana. Sem estabelecer barreiras e, indo além dos limites geográficos, o artista tem construído pontes sonoras ao se tornar parceiro de importantes instrumentistas de outras nacionalidades, como o norte-americano Bob McFerrin, o italiano Stefano Bollani, a israelita Anat Cohen, o francês Nicolas Krassik e os portugueses António Zambujo e Carminho. Yamandu está radicado em Portugal.

Ele revela o que o levou a essa tomada de decisão. “Hoje sou um quase cidadão do mundo, um músico que cumpre a maioria dos compromissos no exterior. Indo morar em Lisboa, a facilidade de me deslocar é maior e posso estar mais perto da minha família. Além de estar mais próximo de artistas com quem desejo trabalhar. São novas possibilidades que se abrem.” O violonista ganhou homenagem de Gilberto Gil, que compôs a música Yamandu e a incluiu no álbum Ok Ok Ok, lançado em 2018. “Para mim foi uma grande emoção, uma honra imensa ter uma canção com o meu nome, composta por Gilberto Gil, um dos pilares da música popular brasileira. Eu tomei conhecimento por meio da Roberta Sá, que me enviou o vídeo”. Detentor de vários prêmios e indicações, o instrumentista ultimamente tem se dedicado com entusiasmo a sua web-série Histórias do Violão, com registro em seu canal do Youtube. “Venho fazendo gravações de episódios por onde tenho passado, inclusive na Europa, Japão e no Uruguai, país em que estive por último. Já em Brasília, o registro foi feito durante o Encontro Internacional do Choro”.

O Reconhecimento pelo seu trabalho vem também em formas de homenagem. Uma que deixou o violonista bastante emocionado foi a de Gilberto Gil, em 2018, que compôs a música Yamandu e a incluiu no álbum Ok Ok Ok. “Para mim foi uma grande emoção, uma honra imensa ter uma canção com o meu nome, composta por Gilberto Gil, um dos pilares da música popular brasileira. Eu tomei conhecimento por meio da Roberta Sá, que me enviou o vídeo”.

Localização
Sesc Palladium - Avenida Augusto de Lima, 420 - Centro
Centro-Sul
Video