Eventos /  Apresentação artística la la-ticket green  /  Artes Cênicas

Espetáculo: “Eu esperei o ano inteiro pelo meu aniversário” (única apresentação)

Descrição

Tales Roberto vem de uma família como outra qualquer, com uma diferença: formada por artistas que utilizam o canto para tudo, desde celebração dos aniversários, até acontecimentos importantes da infância, como um dentinho que cai, ou ainda um debate mais caloroso sobre diversidade e respeito pela diferença. Esse é o fio condutor de “Eu esperei o ano inteiro pelo meu aniversário”, novo trabalho do Grupo Oriundo de Teatro que estreia dia 17 de novembro, domingo, às 16h, em única apresentação, no Teatro do Centro Cultural do Minas Tênis Clube, dentro do projeto Diversão em Cena ArcelorMittal.

Em cena, os atores-instrumentistas-cantores cantam e tocam, ao vivo, músicas compostas por Tatá Santana. A dramaturgia é do ator, diretor e professor de teatro, Antonio Hildebrando, e a direção, da atriz e fundadora do grupo, Anna Campos. Duração: 55 minutos. Gênero: espetáculo cênico-musical. Classificação: livre. Há quase 10 anos, o grupo começou a pesquisar sobre teatro para a infância e juventude, dando origem a trabalhos premiados na cena mineira e que circularam por diversas partes do Brasil e países da América Latina. De lá para cá, a diretora e fundadora do grupo Anna Campos conta que o coletivo passou a criar obras voltadas para o que ela chama de ‘não adultos’.

“A cada espetáculo apresentado fomos compreendendo que vivemos a partir de um adultocentrismo. Falta um olhar para o teatro feito para a infância, como sendo teatro também, e não como algo menor. Só de horizontalizar e propor a mudança na abordagem, o público já chega com outra percepção e a gente também repensa a forma de trabalhar. Adulto ou infantil, na verdade, é tudo teatro”. 

Localização
Teatro do Centro Cultural Minas Tênis Clube - Rua da Bahia, 2244 - Bairro de Lourdes
Centro-Sul
Video

 

Data
Na contramão das adaptações de musicais clássicos para a infância, novo trabalho do Grupo Oriundo de Teatro (2007) propõe debate sobre diversidade a partir de dramaturgia autoral, conduzida por música tocada, ao vivo, pelos atores.
Entrada
Pago