Eventos /  Exibição la la-ticket green  /  Audiovisual

Curta “Bar da Estação” do cineasta Leo Ayres - Memorial Vale

Descrição

19/08 – CURTA “BAR DA ESTAÇÃO”, DE LEO AYRES

No dia 19 de agosto, às 19h30, o cineasta Leo Ayres apresenta o curta “Bar da Estação” no YouTube do Memorial Vale. A produção foi selecionada pela Convocatória de Programação do Memorial Vale 2021.

O filme é um documentário que mostra a história de um bar que teima em funcionar, mesmo vazio, numa abandonada estação de trem. A cena se passa na pequena Ribeirão Vermelho, cidade do interior de Minas Gerais cortada por uma linha do trem, onde há um enorme complexo de construções ferroviárias em ruínas e uma antiga estação desativada.

A exibição do documentário integra o projeto Mostra de Filmes do Memorial Vale e faz parte da Programação da Semana do Patrimônio 2021, ação conjunta do Memorial Vale com o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA-MG), em comemoração ao Dia Nacional do Patrimônio Cultural, celebrado em 17 de agosto.

Em 2009, esse foi o cenário que Leo Ayres e sua equipe encontraram em Ribeirão Vermelho, Minas Gerais. Inaugurado quando a estação começou a funcionar, em 1888, o Bar da Estação pertencia, desde 1965, ao senhor José dos Santos. Todos os dias, às seis horas da manhã, Seu Santos abria o Bar da Estação.

Primeiro, posicionava e limpava as cadeiras e mesas. Preparava um café. Ajeitava as garrafas na geladeira, os destilados na prateleira e a comida no mostruário. Com um pano velho e surrado, limpava o balcão. E, pacientemente, esperava pelos poucos clientes que frequentavam o estabelecimento.

O documentário “Bar da Estação” (DOC, 17 min, 2009), de Leo Ayres, registra não apenas a importância e beleza do Complexo Ferroviário de Ribeirão Vermelho, tombado em 2014 pelo IEPHA – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, mas também a memória dos ferroviários e a rotina de um bar que, apesar de todas as adversidades, seguiu aberto durante décadas, dia após dia.

Desde seu lançamento, em 2009, o filme circulou por importantes festivais nacionais e internacionais, como o Festival É Tudo Verdade, o Festival Internacional de Curtas de Belo Horizonte, forumdoc.bh – Festival do Filme Documentário e Etnográfico, Curta Cinema – Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, 32o Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano / Cuba, entre outros.

Leo Ayres é graduado em Jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNI-BH), Mestre em Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Direção de Cinema e TV pela Escuela Internacional de Cine y TV de San Antonio de Los Baños (EICTV), em Cuba.

Trabalha no setor audiovisual desde 2001 como diretor, assistente de direção, pesquisador, roteirista, montador e produtor em todos os tipos de produção, como programas e séries para TV e Internet, além de filmes de curta, média e longa metragens.

Localização
online