Eventos /  Mostra la la-ticket green  /  Cultural

MAM - “1ª Mostra Arte na Maternidade”

Descrição

"Reentender a criação das crianças para além dos laços genéticos.

Construir novos espaços que acolham crianças. Incentivar a vida artística das mulheres. Propiciar condições para que mães consigam vivenciar a arte".

Estes são alguns dos propósitos da Mostra Arte na Maternidade, cuja primeira edição estreia no Dia das Mães, 9 de maio (domingo), e acontece também nos dias 11 (terça-feira) e 12 (quarta), com uma programação inteiramente gratuita e virtual.

As atrações, apresentadas por meio de vídeos, publicados no YouTube, abarcam variadas linguagens e focalizam o lugar das mães e das crianças nos diversos espaços da cadeia produtiva da arte.

São intervenções cênicas e de artes visuais, espetáculos teatrais e shows musicais, além de bate-papos, uma palestra sobre inteligência emocional e um vídeo-manifesto. Organizada pelo Movimento Arte na Maternidade (MAM), iniciativa de Luciana Brandão, Bruna Toledo e Iaci Carneiro – três artistas, mães e amigas de Belo Horizonte –, a Mostra traz apresentações artísticas, que serão publicadas no YouTube, criadas por mães e voltadas ao tema.

A programação começa às 16h, com um vídeo-manifesto que discorre sobre os objetivos do MAM.

O texto, assinado por Bruna Toledo, ganhou versão em vídeo, com narração de Teuda Bara (Grupo Galpão) e direção de Juliana Barreto e Henrique Bocelli. “Enquanto a Teuda lia o texto do manifesto, antes de gravar, ela comentava, ‘gente, é o filme da minha vida passando, eu com menino no colo, correndo pra lá e pra cá, ensaiando, apresentando’.

A presença dela na programação, além de uma honra, mostra que a questão que o MAM, apesar de estar acontecendo agora, atravessa gerações”, reflete Bruna Toledo.

Às 16h30, será publicado o show musical A Casa Imaginária, com as cantoras e compositoras Júlia Tizumba, Elisa de Sena, Mariana Cavanellas e Deh Mussulini.

Entrecortando a música, as artes visuais aparecem com performances de Iacizinha (Iaci Carneiro), Lara Marques e Regiane Espírito Santo (ceramista e mãe de Luciana). “A artista cênica Thálita Motta, que dirige o show, propôs que fizéssemos do roteiro um experimento audiovisual.

Chegamos, então, nesta ideia da casa imaginária. Uma casa vazia, sem nada, em que eu e a Bruna (Toledo) chegamos e começamos a pensar em possibilidades.

Assim, vão surgindo as atrações”, conta Luciana Brandão, que é do campo das artes cênicas, bem como Bruna Toledo, também das artes circenses. “Como tudo que fazemos, o afeto norteou a programação.

Pensamos em artistas que nos acompanham desde o início do movimento, como Elisa de Sena e Mariana Cavanellas. Júlia Tizumba foi minha contemporânea no mestrado. Mãe de duas filhas, doutoranda, integrante de coletivos de arte importantes da cidade.

E minha mãe tinha que estar na mostra. Afinal, não se pode querer fazer a revolução da porta de casa para fora”, diz a artista.

O dia 9 ainda conta com o Boteco MAM, live com as organizadoras da Mostra pelo Instagram, às 19h; e com o espetáculo “Maternar”, da Cia Quatro Quartos (BH), às 21h.

Após a exibição da peça, haverá um bate-papo ao vivo com a atriz Amanda Coimbra e a diretora Malu Falabella.

No dia 11, terça-feira, às 14h, será exibido um vídeo em que a psicóloga mineira Adeliane Melo ministra uma palestra sobre inteligência emocional.

Às 21h, vai ao ar o espetáculo “Mãe Arrependida” e, logo depois, acontece um bate-papo ao vivo, pelo Instagram, com a atriz Karla Tenório e a diretora Maria Amélia Farrah, responsáveis pela criação cênica.

Já no dia 12, quarta. a artista Juliana Abreu, integrante do coletivo cênico “Toda Deseo”, de BH, apresenta sua performance solo “Conselheira”.

O vídeo será publicado às 21h e, às 22h, o Instagram sedia mais uma edição do Boteco MAM, fechando os trabalhos da Mostra.

Localização
online
Video

 

Informações
Data
a
Programação virtual começa no Dia das Mães, com apresentações que misturam linguagens e incluem nomes como Júlia Tizumba e Elisa de Sena
Entrada
Gratuito