Eventos /  Projeto la la-ticket green  /  Música

Projeto Afetos da Casa Natura Musical

Descrição

O projeto Afetos, a série de encontros online da Casa Natura Musical que misturam música, conversa de camarim e histórias que nos inspiram, está de volta. Todas as quintas, às 19h, no Instagram da Casa Natura Musical. Nos Encontramos Na Música ontem, hoje e sempre.

Pra começar o ano, no dia 28/01, véspera do Dia da Visibilidade Trans, as convidadas são Linn da Quebrada e Jup do Bairro, amigas, parceiras musicais e duas das principais artistas da música queer contemporânea no Brasil.

Na semana seguinte, no dia 04/02, a MC Tha recebe a DJ e produtora Malka Julieta, que acompanhou a cantora na turnê “Rito de Passá”,  para falarem sobre seus novos projetos para 2021.

Luedji Luna que lançou recentemente o disco Bom Mesmo É Estar Debaixo D'Água (2020), conversa no dia 11/2 com a escritora Conceição Evaristo, um dos grandes nomes da literatura brasileira contemporânea, que participou do disco de Luedji recitando seu poema "A noite não adormece nos olhos das mulheres" na faixa "Ain’t Got No", canção original de Nina Simone.

Zeca Baleiro conversa, no dia 18/2, com Juliana Linhares, integrante da banda Pietá, prestes a lançar "Nordeste Ficção", seu primeiro álbum solo, “Nordeste Ficção”, com direção de Marcus Preto e que inclui parcerias com Chico César e o próprio Zeca Baleiro, além de outros artistas da MPB.

No dia 25/02, Russo Passapusso e Pedro Luís compartilham as memórias afetivas dos carnavais que lideraram e curtiram pelo país todo. Em 2008, Russo Passapusso criou com seus parceiros Beto Barreto, Filipe Cartaxo e Marcelo Seco a banda Baiana System, que mistura referências da música da baiana da capital e do interior a uma multiplicidade de sonoridades eletrônicas. Todos os anos Baiana leva milhares de pessoas às ruas no carnaval com o bloco Navio Pirata. Em 2014, Russo lançou seu primeiro disco solo "Paraíso da Miragem" e agora prepara um novo trabalho com a dupla Antônio Carlos e Jocafi.

Pedro Luís canta, compõe, escreve, toca, arranja, produz e dirige. Foi roqueiro no Urge nos anos 80 e deu forma musical ao funk poético do Boato nos 90. Na década seguinte, tornou-se, e é até hoje, argamassa da usina musical chamada A Parede, com quem formou o Monobloco, que desde o ano 2000 arrasta multidões no carnaval.

 

Localização
Online
Video

 

Informações
Data
a
Entrada
Gratuito