Eventos /  Sarau la la-ticket green  /  Literatura

Projeto Sarau Libertário: Novembro | “Vivendo a Cidade”

Descrição

Em 2019, o Sarau Libertário se propôs a realizar edições mensais, ocupando aparelhos culturais da região da Pampulha. O evento – que mescla diferentes linguagens que se constroem a partir da palavra, como teatro, música, literatura e artes visuais – começou suas atividades em abril e realiza no domingo, dia 24 de novembro, sua última edição do ano. Gratuita, a programação acontece a partir das 14h, no Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado. O Sarau Libertário agora se debruça sobre o tema “Vivendo a Cidade” e conta com a participação do escritor Luiz Ruffato, mineiro de Cataguases e ganhador de prêmios como o Troféu APCA, oferecido pela Associação Paulista de Críticos de Arte, e o Prêmio Machado de Assis, da Fundação Biblioteca Nacional. Integram ainda o bate-papo a vereadora e artista cênica Cida Falabela, criadora da cia Zap 18; a produtora cultural Juliana Flores, co-criadora do CURA (Circuito Urbano de Arte); além de um dos idealizadores do projeto Museu de Rua. Sobre o tema desta edição, Juliana Flores acredita que o debate sobre “vivenciar a cidade” nunca vai sair de moda, pois “temos que constantemente pensar e estimular formas de estar na cidade”. “Vivemos uma retomada dos movimentos culturais de ocupação do espaço urbano. O que reivindicamos é o direito à cidade, que precisa de luta também para sua manutenção. O CURA, nesse sentido, luta para que BH acolha cada vez mais toda a sua diversidade. Para que tenhamos mais pessoas nas ruas, compartilhando experiências e momentos“, afirma. Para Flores, “a arte muda a forma de viver a cidade e desloca a percepção do cotidiano. “Pensando em arte urbana, acredito que a arte impacta cada um de uma forma diferente. Alguns vão se emocionar, outros vão achar bonito ou até feio, mas certamente muda, que seja por uma fração de segundo, o dia da pessoa”, afirma a produtora, destacando a proposta do Sarau Libertário. “Acho que que arte contemporânea tem muito desse diálogo entre as diferentes linguagens, esse trânsito livre, sem regras. O Bonito é misturar. O trabalho que o Sarau Libertário vem fazendo é notável é de grande importância para o fomento da cena artística de BH. Uma mistura perfeita entre reflexão e fruição artística”. Neste ano, o Sarau Libertário tem feito edições mensais, sempre aos domingos, ocupando quatro equipamentos culturais da Pampulha. A primeira edição, que aconteceu no Museu de Arte da Pampulha, abordou como tema a cultura afro-brasileira. Em fevereiro de 2020, o evento retoma seu calendário. Este projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

Video

 

Data
Com o tema “Vivendo a Cidade”, evento começa às 14h e conta com ainda com nomes como o da vereadora e artista Cida Falabella.
Entrada
Gratuito
Este evento faz parte do Circuito Municipal de Cultura
Sim