Eventos /  Show la la-ticket green  /  Lazer

Show: João Bosco Quarteto "50 Anos"

Descrição

João Bosco sobe ao palco do Palácio das Artes, ao lado dos músicos Kiko Freitas (bateria), Guto Wirtti (baixo) e Ricardo Silveira (guitarra), formando o elogiado “João Bosco Quarteto”.


Quantas canções cabem dentro de uma história? Nesta, cabem muitas. João Bosco tem seus motivos para comemorar: em turnê com shows em formatos solo, duo ou quarteto, celebrando de todas as maneiras os seus 50 anos de carreira, desde março de 2022, o artista segue colhendo os belos frutos de seu premiado álbum Abricó-de-Macaco.


João Bosco nasceu em Ponte Nova, Minas Gerais, no dia 13 de julho de 1946. Cantor, compositor e violonista, viveu sua infância ao lado de 09 irmãs e irmãos, em um ambiente modesto, porém bastante musical.

O bandolim, o piano, o canto e o violino faziam parte de seu cotidiano familiar e, aos 12 anos de idade, ganhou de uma de suas irmãs um violão verde, seu primeiro instrumento.

Apaixonado por Elvis Presley, Ray Charles, e seus contemporâneos cujos discos chegavam até Ponte Nova, passou a integrar o conjunto de rock X-Gare, referência à música She’s got it, sucesso de Little Richards. Alguns anos depois, ingressou na Escola de Minas, em Ouro Preto, cursando Engenharia Civil, cidade onde também conheceu Vinícius de Morais, um encontro que o fez reunir-se irrevogável e eternamente com sua música.

Apesar de não deixar de lado os estudos, dedicava-se sobremaneira à carreira musical, influenciado principalmente por gêneros como o Rock, o Blues o Jazz e a Bossa Nova.


Em 1972, teve sua primeira gravação fonográfica, marco inicial de sua profissionalização, no projeto Disco de Bolso, do jornal O Pasquim, onde um artista consagrado apresentava um artista jovem, a ser revelado ali.

João Bosco apareceu no lado B de Tom Jobim, que lançava no lado A aquela que viria a ser uma das mais emblemáticas canções brasileiras, Águas de Março, enquanto Bosco lançava sua parceria com Aldir Blanc, Agnus Sei.

O disco se chamava: O tom de Antônio Carlos Jobim e o tal de João Bosco.


Atualmente, neste momento de retomada cultural e retorno aos palcos, João Bosco apresenta show que comemora seus 50 anos de carreira, revisitando o repertório de uma vida toda, repleto de grandes sucessos, incluindo o mais recente deles, Abricó-de-Macaco, música título do álbum que teve sua estreia nos palcos adiada pela pandemia, mas trouxe para João Bosco e seu filho, Francisco, um Grammy Latino de melhor canção em língua portuguesa.


No repertório do show, João Bosco canta sucessos em retrospectiva. Clássicos como "Incompatibilidade de gênios”, “O Mestre-Sala dos Mares”, “O Ronco da Cuíca”, “Jade”, “Linha de Passe”, “Papel Marché”, “O Bêbado e a Equilibrista” e “Corsário” se fazem presentes, para a plateia cantar e celebrar junto.

Localização
Palácio das Artes - Avenida Afonso Pena, 1537 - Centro
Centro-Sul
Video

 

Você também pode se interessar