Cidade Criativa
Foto: Grupo Corpo

Economia Criativa

O termo Economia Criativa denota o conjunto de negócios que, baseados no capital intelectual, cultural e na criatividade geram valor econômico. A economia criativa estimula a geração de renda, cria empregos e produz receitas de exportação, ao mesmo tempo em que promove a diversidade cultural e o desenvolvimento humano. 

No Brasil, a economia criativa cumpre um papel importante: gera mais 4,6 milhões de empregos, movimentando renda mensal de mais de R$ 10 bilhões, segundo pesquisas da Federação das Industrias do Rio de Janeiro (Firjan) e do P7.

Minas Gerais possui 12% das empresas criativas do Brasil (mais de 63 mil) , que geram cerca de R$ 788 milhões de renda mensal de trabalho. De acordo com dados da pesquisa P7 Criativo, 22,80% dos empregos formais em economia criativa em Minas Gerais estão em Belo Horizonte.

Representatividade de BH no setor

Belo Horizonte é o maior polo de Minas Gerais e terceiro maior do Brasil em termos de número de profissionais.

Grupos e segmentos da Economia Criativa:

 

 

​​​​http://portalbelohorizonte.com.br/negocios/economia-criativa 

Os dados corroboram a vocação de Belo Horizonte para as atividades criativas:

  • Dos 314,8 mil estabelecimentos ativos, 67,6 mil exercem atividades relacionadas à economia criativa (21,5% do total de empresas do município). 
  • Mais da metade (53,7%) dos estabelecimentos da economia criativa são microempreendedores individuais. (Cadastro Municipal de Contribuintes, março 2019)
  • Com mais de 54 mil profissionais criativos, a cidade concentra 8,6% dos profissionais criativos formais do Estado e 2,75% dos profissionais criativos formais do Brasil. Por segmentos, a cidade concentra:
    • 46,4% dos profissionais de Tecnologia e Inovação do estado de Minas Gerais
    • 46,2% dos profissionais de Arquitetura do estado de Minas Gerais
    • 46,7% dos profissionais de Publicidade do estado de Minas Gerais
    • 47,5% dos profissionais de Software do estado de Minas Gerais
    • 43,3% dos profissionais de Conhecimento do estado de Minas Gerais
    • mais de 30% dos profissionais dos segmentos Design, Patrimônio Cultural, Audiovisual, Edição/editorial e Música e Mídia do estado de Minas Gerais
  • Belo Horizonte ocupa a terceira posição no ranking nacional de profissionais criativos
  • Em 2017, a economia criativa movimentou cerca de R$ 249,4 milhões mensalmente, (6,15% do total da massa salarial mensal gerada na capital)
  • As empresas da Economia criativa concentram-se majoritariamente na região Centro-Sul da cidade, em especial nos bairros Centro, Savassi, Santa Efigênia e Lourdes. 

FONTE (imagem): Observatório do Turismo de Belo Horizonte (Belotur) com base no Cadastro Municipal de Contribuintes (CMC, 2019)

Horizonte Criativo

Valorizando a vocação de Belo Horizonte para a indústria criativa, a Prefeitura de Belo Horizonte lançou o Programa Horizonte Criativo. Intersetorial, o programa tem como objetivo oferecer o ambiente adequado para que as atividades criativas - cultura, criações funcionais, mídia, tecnologia e inovação - possam prosperar na capital. O projeto busca o resgate, o estímulo e a valorização das vocações criativas, o diagnóstico das potencialidades, entraves e oportunidades das regiões da cidade para o desenvolvimento de atividades criativas e atração de novos negócios e investimentos.

Além disso, o Horizonte Criativo recupera e reocupa áreas degradadas e promove a marca de Belo Horizonte como cidade criativa e inovadora.

As iniciativas do Horizonte Criativo se relacionam diretamente com os seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

http://portalbelohorizonte.com.br/negocios/economia-criativa

Lagoinha

O primeiro território de Belo Horizonte a ser beneficiado pelo programa é o bairro Lagoinha, na região Noroeste. Berço da migração italiana durante a construção da capital mineira, do samba e da boemia, o Lagoinha é um dos primeiros bairros de origem operária da cidade. O bairro foi também o complexo ferro-rodoviário na década de 80 e mantém a conexão do centro de Belo Horizonte com a periferia.

Por sua importância histórica e cultural para o desenvolvimento da cidade, o bairro será beneficiado com ações de revitalização, segurança e atração de novos negócios.

http://portalbelohorizonte.com.br/negocios/economia-criativa


P7 Criativo 

Inaugurado em 2016, a Agência de Desenvolvimento da Indústria Criativa em Minas Gerais – P7 Criativo tem por objetivo promover as atividades criativas no Estado, atuando como facilitador para a geração de novas ideias e integrações profissionais e empresariais. Saiba mais
 

 

http://portalbelohorizonte.com.br/negocios/economia-criativa